Drogas en la oficina

Drogas no escritório

O FM é um “traficante” que, legalmente, pode ajudar a produzir quatro substâncias que ativam a felicidade e melhoram as emoções do ser humano. Fá-lo de forma natural e integrada no seu trabalho. Ter consciência sobre a forma de como são produzidas, pode ajudarmos a justificar o porquê deste apoio na tomada de algumas decisões.

São quatro as drogas mais conhecidas: dopamina, oxitocina, serotonina e endorfina. Vejamos o que produzem e como podemos ativá-las a partir das funções do departamento de Facility Management.

Dopamina

É um neurotransmissor presente em diversas áreas do cérebro que é fundamental para o correto funcionamento motor do corpo. A dopamina é importante em todas as respostas nervosas relacionadas com a expressão das emoções. Também favorece o comportamento e cognição, melhora a memória, a atenção, a aprendizagem e algo extremamente importante – o humor.

O ser humano possui e gera uma determinada quantidade de dopamina. Há que ter os valores adequados, na medida em que é mau ter pouca quantidade ou muita. Entre os fatores que fomentam a criação do neurotransmissor está a música ou o yoga, sendo que o FM pode contribuir com espaços físicos que sirvam para esse propósito. Os alimentos são uma grande ajuda, especialmente aqueles com antioxidantes, pelo que, o consumo de frutas e vegetais é uma boa prática. Os comprimidos para um bom descanso são outra forma. Descansar e dormir são bons criadores de dopamina. Outras atividades que o geram, mas que estão um pouco mais longe da nossa influência, são o estabelecimento de metas, a celebração de conquistas ou a conclusão de tarefas. Igualmente importante é descobrir novas coisas ou dar-se a um capricho. Talvez neste último pudéssemos fazer alguma coisa no FM … fruta grátis às sextas-feiras?

Oxitocina

É uma hormona produzida no hipotálamo, que exerce funções no sistema nervoso central e modela comportamentos sociais e sentimentais, bem como a conduta parental. Também chamada de hormona do amor, está presente em muitos aspetos do parto, no entanto é produzida por homens e mulheres. Está envolvida nos laços sociais e na formação de relações de confiança e generosidade. Reduz consideravelmente a ansiedade e aumenta o limiar da dor. Pode dizer-se que gera pensamentos positivos e melhora o comportamento social.

O contacto físico e visual com outras pessoas ativa esta hormona. Trata-se de uma carência a ter em consideração no âmbito do trabalho remoto. Também se gera oxitocina quando estamos com animais, algo que é do conhecimento das empresas Uber e Airbnb. Têm políticas abertas sobre este assunto e os colaboradores podem ter animais de estimação no escritório. O mesmo sucede ao estarmos em contacto com a natureza, quer seja dentro ou fora do próprio espaço de trabalho. Algo mais simples pode ser o uso de ervas aromáticas como o alecrim, a salsa, o tomilho, a hortelã ou o endro para dar sabor aos alimentos. A meditação também ajuda, sendo que neste aspeto podemos dar uma ajuda disponibilizando espaços físicos para a prática. Ao nosso alcance, não está a possibilidade de dar um feedback positivo ou ouvir as pessoas, que são dois grandes geradores de oxitocina.

Serotonina

A serotonina é um neurotransmissor relacionado com o controlo das emoções e com o estado de ânimo. Também regula o apetite e controla a temperatura corporal. É componente-chave nos mecanismos que controlam a ansiedade, o medo, a angústia e a agressividade. Se atingir níveis mais baixos pode inclusive provocar depressão. Desempenha um papel importante na formação e manutenção da estrutura óssea e está implicada no correto funcionamento do sistema vascular.

Para fabricá-la, o corpo deve conter triptofano (leite, ovos, legumes, entre outros), ácidos gordos ómega-3, zinco e magnésio. Um dos maiores ativadores, devido à ligação com o hipotálamo, é a exposição à luz solar. Aspeto que sem dúvida podemos controlar no FM com a conceção e distribuição dos postos de trabalho. Outras atividades estão relacionadas com a caridade e boas ações. Podem não ser uma função do departamento de suporte, mas a sua promoção pode ser benéfica para todos. A lembrança dos bons momentos e o fortalecimento dos laços pessoais são outros ativadores que podem ser alcançados promovendo o trabalho em grupo.

Endorfina

As endorfinas também são neurotransmissores gerados pelo nosso cérebro, que atuam como poderosos analgésicos e estimulam os diferentes centros de prazer, ajudando a reduzir o mal-estar. São eliminados pelo organismo logo após a sua produção, como medida de proteção, para não ignorarmos sinais de alarme.

A forma mais reconhecida de aumentar as endorfinas é praticando desporto, principalmente aeróbicos, como a corrida. No FM podem ser instalados chuveiros ou vestiários de modo a promover a sua prática, e, se tiveres uns Nike, podes montar a tua própria pista de atletismo no escritório. Beber um bom café pode ser outro ativador de neurotransmissores, que começa com o simples cheiro. Algumas empresas como a Microsoft em Dublin têm o seu próprio torrador – leu corretamente – pois torram no local de trabalho e agora conhecemos um dos possíveis motivos. As endorfinas também aparecem quando se realizam tarefas agradáveis ​​como rir, dançar, estar com amigos ou praticar hobbies favoritos, coisas que nem sempre podem ser feitas no local de trabalho … ou será que podem?

Esta publicação não pretende ser um artigo científico. Existem versões distintas sobre o que as diferentes hormonas e neurotransmissores podem fazer, bem como sobre as discrepâncias sobre o modo como são ativados, pois continuam a ser investigados. Queríamos dar relevância à atividade de Facility Management e ao modo como esta pode influenciar a felicidade e o bem-estar das pessoas de uma forma mais concreta.

compartilhe em suas redes sociais
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Deseja mais informações sobre o que fazemos em Consultoria, Formação e Investigação en Facility Management?

Hola, ¿cómo
podemos ayudarte?

Rellena el siguiente formulario y te enviaremos el reglamento interno y código ético:

Olá, como
podemos ajudá-lo?

Participar do Observatório FM

Preencha o seguinte formulário e lhe enviaremos o regulamento interno e o código de ética:

Como participar?

Colaborar com o Observatório FM é uma decisão pessoal e voluntária, e não há vínculo contratual ou compensação financeira por isso.

Qualquer interessado pode solicitar a participação como líder de um novo projeto, ou se candidatar como colaborador a um já existente.

Uma comissão técnica avaliará o objeto dos projetos propostos e as solicitações dos participantes, decidindo quais serão realizados e por quem.

Cada pessoa decide quanto quer dedicar, dependendo da disponibilidade ou do tipo de projeto. O objetivo é que seja uma atividade altruística e não uma carga de trabalho adicional.

Em que consiste?

Na promoção e publicação de estudos que ajudem os profissionais do sector e para que os restantes compreendam a nossa profissão e disciplina.

Os resultados e outputs são compartilhados de forma aberta, sempre reconhecendo as contribuições de todos os seus autores e colaboradores.

A atividade do Observatório respeita a objetividade, a ética, o rigor e as boas práticas que regem a nossa área de Investigação.

Os colaboradores têm acesso às melhores ferramentas colaborativas, informações setoriais e contatos, além de contar com o auxílio de consultores especializados e investigadores de nível internacional.

Investigação

Observatorio FM

É uma plataforma que potencia o desenvolvimento e a difusão de conteúdo ligado ao Facility Management, aberta a todos os que desejem participar com o objetivo de partilhar pela comunidade. Nesse sentido, os pontos chave são uma participação ética, objetiva e desvinculada de outros interesses. Adicionalmente, cada participante define quanto tempo pode dedicar.

Pode participar como:

  • Líder: define u tema e coordena a atividade
  • Colaborador: participa no desenvolvimento dos conteúdos

Em troca, proporcionamos:

  • O estado da arte e as tendências relacionadas com cada tema
  • Acesso a especialistas
  • Ferramentas de colaboração
  • Design e uma plataforma de difusão para os conteúdos que sejam criados

A sua colaboração será sempre mencionada nos créditos dos trabalhos realizados em que tenha aportado a sua contribuição.

Investigação

Projetos

Fazemos parte do grupo de pesquisa europeu e trabalhamos em equipas internacionais para o desenvolvimento de diferentes tipos de iniciativas:

  • Financiamento público
  • Competições internacionais

Também trabalhamos para prestadores de serviços, que desejam suporte em decisões relacionadas a:

  • Posicionamento
  • Lançamento de produtos
  • Procura de sócios
Investigação

Normalização

Como especialistas credenciados nos processos de redação das normas europeias e internacionais de Asset e Facility Manangement, somos o parceiro perfeito para o ajudar com:

  • Alinhamento com os regulamentos
  • Assistência na certificação
  • Formação especializada

A FMHOUSE é a única empresa de consultoria de língua espanhola que participa destes processos

Investigação

Divulgação

Na FMHOUSE, pensamos que a evolução que está em Facility Management deve ser partilhado. É por isso que dedicamos um esforço para produzir e publicar os seguintes tipos de conteúdo abertamente:

  • Tendências nacionais e internacionais
  • Análises setoriais
  • Estudos de mercado

O Observatório FM” está aberto caso queira colaborar em qualquer publicação.

Consultoria

Ambiente de Trabalho

A visão dos espaços ou local de trabalho na perspectiva do Facility Management serve para entender essa necessidade como serviço, pois é necessário aplicar a mesma lógica e metodologia.

Em geral, oferecem:

  • Avaliação e otimização
  • Estratégias de design
  • Soluções e cenários
  • Bem-estar e produtividade

Aplicamos a nossa experiência em escritórios, mas também em espaços educacionais, centros comerciais e no ambiente industrial.

Consultoria

Benchmarking

Para tomar as melhores decisões, deve trabalhar com dados claros e precisos, tanto do mercado quanto da própria organização. Isso no ambiente do Facility Management é ainda mais crítico devido ao impacto que causa nos negócios.

Exemplos de tipos comparativos:

  • Custos de operação
  • Uso/alocação de recursos
  • Auditoria e avaliação de conformidade

Esses serviços são solicitados principalmente pelos usuários finais, mas também pelos fornecedores de serviços.

Consultoria

Experiência de Cliente

Tudo o que é feito em Facility Management visa satisfazer algum tipo de cliente, interno ou externo. Compreender o que eles sentem e precisam é a chave para poder oferecer um bom serviço a eles.

O nosso suporte é baseado em:

  • Avaliação de satisfação
  • Percepção do cliente
  • Modelos centrados nas pessoas
  • Gestão de mudança

Trabalhamos para entender e conhecer os clientes dos nossos clientes, de qualquer setor e tipo de negócio.

Consultoria

Transformação Digital

O mundo do Facility Management está a passar por uma profunda transição para ambientes digitais. Ajudamos os nossos clientes a entender o que isso significa e acompanhamo-los na mudança.

As nossas áreas de suporte são:

  • Digitalização de processos
  • Viabilidade e integração
  • Cultura digital
  • Resposta tecnológica

Atuamos como consultores independentes e não como vendedores de marca.

Aconselhamos os clientes finais e também os prestadores de serviços.

Consultoria

Modelos de Serviços

Qualquer tipo de empresa precisa definir ou melhorar a maneira como estrutura as atividades de suporte fornecidas pela Facility Management.

Os nossos principais produtos são:

  • Diagnóstico de estado
  • Dimensionamento de serviços
  • Grupos e modelos
  • Suporte em licitações
  • Assistência na implantação

A proposta está estruturada para medir de acordo com necessidades específicas.

Ajudamos os clientes finais e também os prestadores de serviços.

No FMHOUSE, são utilizados cookies propostos e alterados para melhorar os serviços mais recentes. Se você continuar navegando, considere que aceita novos recursos términos de uso y nuestra política de privacidade e de cookies