Lo esencial ya no es invisible a los ojos

Lo esencial ya no es invisible a los ojos

“Lo esencial es invisible a los ojos”. Esta frase con la que el zorro le confería su secreto al Principito ha quedado atrás con las nuevas tecnologías y la llegada de la realidad aumentada.

No debe confundirse la realidad aumentada con la realidad virtual o la realidad mixta. Mientras que en la realidad virtual el mundo real desaparece y es sustituido completamente y en la realidad mixta el mundo real interactúa con el mundo virtual, la realidad aumentada lo que ofrece es un mundo real enriquecido con información procedente del mundo virtual.

Hay dos definiciones aceptadas comúnmente de realidad aumentada (AR) en la actualidad. Una de ellas fue dada por Ronald Azuma en 1997. La definición Azuma dice que la realidad aumentada tiene tres características:

  • Combinación de elementos virtuales y reales.
  • Interactividad en tiempo real.
  • Información almacenada en 3D.

La otra definición corresponde a Paul Milgram y Fumio Kishino definiendo Virtualidad Continuum Realidad-Milgram en 1994. Se describe un continuum que va desde el entorno real en un entorno virtual puro. En medio hay realidad aumentada (más cerca del entorno real) y virtualidad aumentada (está más cerca del entorno virtual).

Actualmente es un tema de gran interés debido a que nos encontramos en un mundo lleno de información cada vez más accesible, por ese motivo muchas empresas están dedicadas al desarrollo de este concepto.

Existen numerosas aplicaciones para iPhone y Android de realidad aumentada (holaapp, Word lens, the dark knight rises Z+, augment) que permiten acercarse a este concepto.

En el caso de Google Glass, estas gafas de realidad aumentada tienen el propósito de cambiar nuestra forma de percepción de la información. Estas lentes altamente tecnológicas usan una pantalla pequeña con un marco especial, que les da el aspecto de gafas o lentes de leer. La pantalla está conectada a una cámara, un micrófono, un altavoz y más. Mediante una conexión a internet y Bluetooth, el dispositivo puede comunicarse con otros dispositivos, como un smartphone.

https://www.youtube.com/watch?v=qdD5-woi_os (funcionamiento)

Una de las realidades virtuales más antigua, el cine, ya vaticinaba la aparición de estas tecnologías, en Minority Report estaba presente la realidad aumentada y Arnold Schwarzenegger fue el primero en llevar unas Google Glass…

https://www.youtube.com/watch?v=Ea5iu7Wj0Mw

Los juegos de realidad virtual, mapas, museos y fotos ya disfrutan de esta tecnología, incluso el sector del automóvil lo aplica en el mantenimiento de sus vehículos, pero también llega al sector del Facility Management. Ya son muchas las empresas interesadas en el desarrollo de esta tecnología para ponerla al servicio de la disciplina.

Itglas (www.itglas.es) es una start-up especializada en el desarrollo de aplicaciones para Google Glass. Ya ha entregado las primeras apps para el sector financiero y actualmente desarrolla apps para el sector automoción e industria farmacéutica (SANOFI) entre otros. La compañía se centra en el desarrollo de aplicaciones para grandes empresas, ayudándoles a definir y desarrollar una nueva estrategia digital para las wearable technologies y Google Glass en particular. Entre otros proyectos, itglas ha desarrollado las apps para Google Glass para el Mobile World Congress de Barcelona, así como la DevCon Wearables en San Francisco.

http://blog.optimagrupo.com/el-grupo-optima-facility-e-itglas-acuerdan-una-alianza-estrategica-en-el-desarrollo-de-apps-para-google-glass-en-el-sector-del-facility-management/

En el entorno del Facility Management el correcto manejo de la información es imprescindible para una mayor eficiencia en la gestión de los inmuebles, y donde mayor potencial tiene este concepto de realidad aumentada es en el mantenimiento de las instalaciones. Poder disponer a tiempo real de datos de maquinaria, consumos, planificaciones de revisiones, etc. puede suponerle a las empresas un ahorro de costes considerable, además de una mejora en la eficiencia de dichas instalaciones por tener una mejor gestión en el mantenimiento.

https://www.youtube.com/watch?v=uYFtYbqvoq0

El mayor esfuerzo para la aplicación real en edificios de estas tecnologías pasa por tener perfectamente actualizada la documentación de las instalaciones y mucho me temo que ese tema no avanza tan rápido como la tecnología. Pero los problemas se deben convertir en retos, nunca en obstáculos, pudiendo convertirse en un buen campo de oportunidades profesionales.

Podéis leer más sobre el tema en:

http://fit.um.edu.mx/CI3/publicaciones/TechnicalReportCOMP-030-2010.pdf

Photo by orse http://bit.ly/1DLLbHP

compartilhe em suas redes sociais
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Deseja mais informações sobre o que fazemos em Consultoria, Formação e Investigação en Facility Management?

Hola, ¿cómo
podemos ayudarte?

Rellena el siguiente formulario y te enviaremos el reglamento interno y código ético:

Olá, como
podemos ajudá-lo?

Participar do Observatório FM

Preencha o seguinte formulário e lhe enviaremos o regulamento interno e o código de ética:

Como participar?

Colaborar com o Observatório FM é uma decisão pessoal e voluntária, e não há vínculo contratual ou compensação financeira por isso.

Qualquer interessado pode solicitar a participação como líder de um novo projeto, ou se candidatar como colaborador a um já existente.

Uma comissão técnica avaliará o objeto dos projetos propostos e as solicitações dos participantes, decidindo quais serão realizados e por quem.

Cada pessoa decide quanto quer dedicar, dependendo da disponibilidade ou do tipo de projeto. O objetivo é que seja uma atividade altruística e não uma carga de trabalho adicional.

Em que consiste?

Na promoção e publicação de estudos que ajudem os profissionais do sector e para que os restantes compreendam a nossa profissão e disciplina.

Os resultados e outputs são compartilhados de forma aberta, sempre reconhecendo as contribuições de todos os seus autores e colaboradores.

A atividade do Observatório respeita a objetividade, a ética, o rigor e as boas práticas que regem a nossa área de Investigação.

Os colaboradores têm acesso às melhores ferramentas colaborativas, informações setoriais e contatos, além de contar com o auxílio de consultores especializados e investigadores de nível internacional.

Investigação

Observatorio FM

É uma plataforma que potencia o desenvolvimento e a difusão de conteúdo ligado ao Facility Management, aberta a todos os que desejem participar com o objetivo de partilhar pela comunidade. Nesse sentido, os pontos chave são uma participação ética, objetiva e desvinculada de outros interesses. Adicionalmente, cada participante define quanto tempo pode dedicar.

Pode participar como:

  • Líder: define u tema e coordena a atividade
  • Colaborador: participa no desenvolvimento dos conteúdos

Em troca, proporcionamos:

  • O estado da arte e as tendências relacionadas com cada tema
  • Acesso a especialistas
  • Ferramentas de colaboração
  • Design e uma plataforma de difusão para os conteúdos que sejam criados

A sua colaboração será sempre mencionada nos créditos dos trabalhos realizados em que tenha aportado a sua contribuição.

Investigação

Projetos

Fazemos parte do grupo de pesquisa europeu e trabalhamos em equipas internacionais para o desenvolvimento de diferentes tipos de iniciativas:

  • Financiamento público
  • Competições internacionais

Também trabalhamos para prestadores de serviços, que desejam suporte em decisões relacionadas a:

  • Posicionamento
  • Lançamento de produtos
  • Procura de sócios
Investigação

Normalização

Como especialistas credenciados nos processos de redação das normas europeias e internacionais de Asset e Facility Manangement, somos o parceiro perfeito para o ajudar com:

  • Alinhamento com os regulamentos
  • Assistência na certificação
  • Formação especializada

A FMHOUSE é a única empresa de consultoria de língua espanhola que participa destes processos

Investigação

Divulgação

Na FMHOUSE, pensamos que a evolução que está em Facility Management deve ser partilhado. É por isso que dedicamos um esforço para produzir e publicar os seguintes tipos de conteúdo abertamente:

  • Tendências nacionais e internacionais
  • Análises setoriais
  • Estudos de mercado

O Observatório FM” está aberto caso queira colaborar em qualquer publicação.

Consultoria

Ambiente de Trabalho

A visão dos espaços ou local de trabalho na perspectiva do Facility Management serve para entender essa necessidade como serviço, pois é necessário aplicar a mesma lógica e metodologia.

Em geral, oferecem:

  • Avaliação e otimização
  • Estratégias de design
  • Soluções e cenários
  • Bem-estar e produtividade

Aplicamos a nossa experiência em escritórios, mas também em espaços educacionais, centros comerciais e no ambiente industrial.

Consultoria

Benchmarking

Para tomar as melhores decisões, deve trabalhar com dados claros e precisos, tanto do mercado quanto da própria organização. Isso no ambiente do Facility Management é ainda mais crítico devido ao impacto que causa nos negócios.

Exemplos de tipos comparativos:

  • Custos de operação
  • Uso/alocação de recursos
  • Auditoria e avaliação de conformidade

Esses serviços são solicitados principalmente pelos usuários finais, mas também pelos fornecedores de serviços.

Consultoria

Experiência de Cliente

Tudo o que é feito em Facility Management visa satisfazer algum tipo de cliente, interno ou externo. Compreender o que eles sentem e precisam é a chave para poder oferecer um bom serviço a eles.

O nosso suporte é baseado em:

  • Avaliação de satisfação
  • Percepção do cliente
  • Modelos centrados nas pessoas
  • Gestão de mudança

Trabalhamos para entender e conhecer os clientes dos nossos clientes, de qualquer setor e tipo de negócio.

Consultoria

Transformação Digital

O mundo do Facility Management está a passar por uma profunda transição para ambientes digitais. Ajudamos os nossos clientes a entender o que isso significa e acompanhamo-los na mudança.

As nossas áreas de suporte são:

  • Digitalização de processos
  • Viabilidade e integração
  • Cultura digital
  • Resposta tecnológica

Atuamos como consultores independentes e não como vendedores de marca.

Aconselhamos os clientes finais e também os prestadores de serviços.

Consultoria

Modelos de Serviços

Qualquer tipo de empresa precisa definir ou melhorar a maneira como estrutura as atividades de suporte fornecidas pela Facility Management.

Os nossos principais produtos são:

  • Diagnóstico de estado
  • Dimensionamento de serviços
  • Grupos e modelos
  • Suporte em licitações
  • Assistência na implantação

A proposta está estruturada para medir de acordo com necessidades específicas.

Ajudamos os clientes finais e também os prestadores de serviços.

No FMHOUSE, são utilizados cookies propostos e alterados para melhorar os serviços mais recentes. Se você continuar navegando, considere que aceita novos recursos términos de uso y nuestra política de privacidade e de cookies