Una receta de Facility Management

Una receta de Facility Management

Explicar qué es FM es muy distinto dependiendo del país donde se cuente y de la forma que se tenga de entenderlo. Si esto se combina con que cada empresa hace su propia interpretación y asigna a su departamento de soporte, o FM o como se llame, la responsabilidad de cubrir las necesidades que ellos consideran, se hace todavía más complicada una estandarización.

Se me ocurre explicar esto comparando el Facility Management con la gastronomía. Todos entendemos que la gastronomía existe y que dependiendo de los países hay distintos tipos de cocina y distintos tipos de recetas, que usan ingredientes locales o que incluyen ingredientes de fuera. En la analogía, el FM sería como la gastronomía en general y luego haríamos las aplicaciones particulares.

El departamento de Facility Management sería como nuestro restaurante, bistró, taberna o como lo queramos llamar; de todas formas nos van a dar comida, para eso está. Algunos son un buffet libre, abiertos todo el día, otros tienen platos fijos a ciertas horas y otros son como cocinas, donde se pide a la carta… Conseguir comida se puede hacer en muchos sitios, desde supermercados a máquinas expendedoras y no necesariamente parecen locales de comida, pero cuando hay hambre todo sirve.

Aparte de cómo se sirve, hay que ver el contenido, el menú y las recetas con que se elaboran. El tipo de cocina que se sirva dependerá del tipo de clientes a los que demos servicio y de los intereses o recursos que tengan. Puede que utilice ingredientes locales o puede que los traiga de fuera, pero siempre tendrá que estar alineado con la organización cliente, que es para quien trabajo y a quién doy servicio. El estilo de las recetas y la mezcla de ingredientes estará alineada con el tipo de cocina o el estilo que quiera servir a mis comensales, ya que, si no les gusta, no sirve, por muy rica que pueda estar. Por eso la comida china sabe distinta en Europa que en China, la han adaptado para que nos guste.

Los Facility Managers serían mis chefs, los cocineros, es decir, aquellos que tienen que preparar esas recetas con esos ingredientes que tengo dentro del departamento, para producir los platos que espera mi organización. Aunque los Facility Managers pueden condicionar el tipo de recetas, no pueden olvidar el tipo de restaurante en el que trabajan, la disponibilidad que se espera del menú o qué ingredientes pueden o no pueden usar, aunque vengan de trabajar en Hong Kong y allí fueran famosos.

Por eso cada empresa se tiene que cocinar su propia receta. Todas conocen que existe una gran gastronomía, pero tienen que decidir el tipo de cliente que tienen dentro y, según esto, ajustar el estilo de su cocina; primero, a los ingredientes de que disponen y, segundo, al tipo de cocineros que tienen para cocinarla. Con un mercado amplio, que cuente con un gran abanico de ingredientes, y con un gran chef, nos podemos permitir cualquier tipo de cocina, pero, si nuestro supermercado es limitado y el chef es básico, no podemos optar a grandes complicaciones, teniendo que tender hacia platos más básicos pero que pueden funcionar igual de bien.

Es importante ubicar en esta analogía a los proveedores de servicios, sin los cuales no podríamos trabajar. Pues bien, estos proveedores serían los supermercados que nos nutren de ciertas materias primas. La pregunta que surge es por qué no son las mismas materias primas en todos los sitios si la tienda es la misma. Muy sencillo, porque un mismo supermercado ofrece productos distintos dependiendo de los sitios donde está localizado, igual que sucede con los proveedores de servicios. Un gran proveedor de FM puede ofrecer servicios muy distintos, dependiendo de los países en los que trabaja o incluso puede no tener presencia en ciertas regiones. Esto también justifica que se pueda acceder a ciertos productos sin que lo ofrezcan todos los proveedores grandes, pudiendo optar por fabricantes locales.

Por eso le recomendamos que, cuando defina su receta ideal de FM, tenga en cuenta estos elementos: el estilo de cocina que quiere hacer, los ingredientes de que dispone y la habilidad de su chef, así como los supermercados a que tiene acceso.

Cada empresa necesita su propio estilo de comida, y los ingredientes y recetas, así como la forma en que se van a servir, deben alinearse siempre con lo que esperan. Esto no quita que de vez en cuando les demos a probar cosas nuevas, a ver cómo reaccionan.

Autor: David Martinez, PhD. Consultor estratégico, formador, investigador y conferencista internacional. Reconocido experto en Facility y Asset Management. Especializado en modelos multiculturales de gestión de inmuebles y en productividad aplicada a los entornos de trabajo.

[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/4″][vc_widget_sidebar sidebar_id=”sidebar-6″][/vc_column][/vc_row]

compartilhe em suas redes sociais
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Deseja mais informações sobre o que fazemos em Consultoria, Formação e Investigação en Facility Management?

Hola, ¿cómo
podemos ayudarte?

Rellena el siguiente formulario y te enviaremos el reglamento interno y código ético:

Olá, como
podemos ajudá-lo?

Participar do Observatório FM

Preencha o seguinte formulário e lhe enviaremos o regulamento interno e o código de ética:

Como participar?

Colaborar com o Observatório FM é uma decisão pessoal e voluntária, e não há vínculo contratual ou compensação financeira por isso.

Qualquer interessado pode solicitar a participação como líder de um novo projeto, ou se candidatar como colaborador a um já existente.

Uma comissão técnica avaliará o objeto dos projetos propostos e as solicitações dos participantes, decidindo quais serão realizados e por quem.

Cada pessoa decide quanto quer dedicar, dependendo da disponibilidade ou do tipo de projeto. O objetivo é que seja uma atividade altruística e não uma carga de trabalho adicional.

Em que consiste?

Na promoção e publicação de estudos que ajudem os profissionais do sector e para que os restantes compreendam a nossa profissão e disciplina.

Os resultados e outputs são compartilhados de forma aberta, sempre reconhecendo as contribuições de todos os seus autores e colaboradores.

A atividade do Observatório respeita a objetividade, a ética, o rigor e as boas práticas que regem a nossa área de Investigação.

Os colaboradores têm acesso às melhores ferramentas colaborativas, informações setoriais e contatos, além de contar com o auxílio de consultores especializados e investigadores de nível internacional.

Investigação

Observatorio FM

É uma plataforma que potencia o desenvolvimento e a difusão de conteúdo ligado ao Facility Management, aberta a todos os que desejem participar com o objetivo de partilhar pela comunidade. Nesse sentido, os pontos chave são uma participação ética, objetiva e desvinculada de outros interesses. Adicionalmente, cada participante define quanto tempo pode dedicar.

Pode participar como:

  • Líder: define u tema e coordena a atividade
  • Colaborador: participa no desenvolvimento dos conteúdos

Em troca, proporcionamos:

  • O estado da arte e as tendências relacionadas com cada tema
  • Acesso a especialistas
  • Ferramentas de colaboração
  • Design e uma plataforma de difusão para os conteúdos que sejam criados

A sua colaboração será sempre mencionada nos créditos dos trabalhos realizados em que tenha aportado a sua contribuição.

Investigação

Projetos

Fazemos parte do grupo de pesquisa europeu e trabalhamos em equipas internacionais para o desenvolvimento de diferentes tipos de iniciativas:

  • Financiamento público
  • Competições internacionais

Também trabalhamos para prestadores de serviços, que desejam suporte em decisões relacionadas a:

  • Posicionamento
  • Lançamento de produtos
  • Procura de sócios
Investigação

Normalização

Como especialistas credenciados nos processos de redação das normas europeias e internacionais de Asset e Facility Manangement, somos o parceiro perfeito para o ajudar com:

  • Alinhamento com os regulamentos
  • Assistência na certificação
  • Formação especializada

A FMHOUSE é a única empresa de consultoria de língua espanhola que participa destes processos

Investigação

Divulgação

Na FMHOUSE, pensamos que a evolução que está em Facility Management deve ser partilhado. É por isso que dedicamos um esforço para produzir e publicar os seguintes tipos de conteúdo abertamente:

  • Tendências nacionais e internacionais
  • Análises setoriais
  • Estudos de mercado

O Observatório FM” está aberto caso queira colaborar em qualquer publicação.

Consultoria

Ambiente de Trabalho

A visão dos espaços ou local de trabalho na perspectiva do Facility Management serve para entender essa necessidade como serviço, pois é necessário aplicar a mesma lógica e metodologia.

Em geral, oferecem:

  • Avaliação e otimização
  • Estratégias de design
  • Soluções e cenários
  • Bem-estar e produtividade

Aplicamos a nossa experiência em escritórios, mas também em espaços educacionais, centros comerciais e no ambiente industrial.

Consultoria

Benchmarking

Para tomar as melhores decisões, deve trabalhar com dados claros e precisos, tanto do mercado quanto da própria organização. Isso no ambiente do Facility Management é ainda mais crítico devido ao impacto que causa nos negócios.

Exemplos de tipos comparativos:

  • Custos de operação
  • Uso/alocação de recursos
  • Auditoria e avaliação de conformidade

Esses serviços são solicitados principalmente pelos usuários finais, mas também pelos fornecedores de serviços.

Consultoria

Experiência de Cliente

Tudo o que é feito em Facility Management visa satisfazer algum tipo de cliente, interno ou externo. Compreender o que eles sentem e precisam é a chave para poder oferecer um bom serviço a eles.

O nosso suporte é baseado em:

  • Avaliação de satisfação
  • Percepção do cliente
  • Modelos centrados nas pessoas
  • Gestão de mudança

Trabalhamos para entender e conhecer os clientes dos nossos clientes, de qualquer setor e tipo de negócio.

Consultoria

Transformação Digital

O mundo do Facility Management está a passar por uma profunda transição para ambientes digitais. Ajudamos os nossos clientes a entender o que isso significa e acompanhamo-los na mudança.

As nossas áreas de suporte são:

  • Digitalização de processos
  • Viabilidade e integração
  • Cultura digital
  • Resposta tecnológica

Atuamos como consultores independentes e não como vendedores de marca.

Aconselhamos os clientes finais e também os prestadores de serviços.

Consultoria

Modelos de Serviços

Qualquer tipo de empresa precisa definir ou melhorar a maneira como estrutura as atividades de suporte fornecidas pela Facility Management.

Os nossos principais produtos são:

  • Diagnóstico de estado
  • Dimensionamento de serviços
  • Grupos e modelos
  • Suporte em licitações
  • Assistência na implantação

A proposta está estruturada para medir de acordo com necessidades específicas.

Ajudamos os clientes finais e também os prestadores de serviços.

No FMHOUSE, são utilizados cookies propostos e alterados para melhorar os serviços mais recentes. Se você continuar navegando, considere que aceita novos recursos términos de uso y nuestra política de privacidade e de cookies