FM Importacion

Gerenciamento de Instalações Importadas

O que a cerveja e a moda podem ter em comum? À primeira vista, não muito, mas ambos são produtos frequentemente associados à qualidade de sua origem. Muitas pessoas acreditam que cerveja alemã ou belga é melhor do que a nacional, ou que roupas feitas na França ou Itália são mais elegantes do que as próprias. Isso é verdade, ou é uma ilusão baseada em preconceitos ou estereótipos?

O estrangeiro é melhor

Existem vários fatores que influenciam a percepção da qualidade de um produto. Um deles é o “efeito país de origem”, que se refere à influência que o local de origem tem na avaliação do consumidor. Pode ser positivo ou negativo, dependendo da imagem do país em relação ao produto. Quando pensamos em cerveja, é fácil associar a Alemanha ou a Bélgica a uma tradição de cerveja de qualidade. Isso pode levar à preferência por “importada” quando oferecida em um bar sem ter experimentado a local. Isso é o mesmo que quando falamos de Gerenciamento de Instalações: O que os outros fazem parece melhor para nós simplesmente porque vem “de fora”. É verdade que em países como Holanda ou Inglaterra, o Gerenciamento de Instalações é falado há 40 anos e eles têm dezenas de universidades que oferecem o curso, para citar algo tangível.

Tropicalização

Há um fator-chave ao operar internacionalmente conhecido como “adaptação ao mercado” ou, como é chamado em alguns lugares, tropicalização. Trata-se de adaptar um produto às preferências, gostos, hábitos e demandas dos consumidores ou usuários em um determinado local, por definição nos trópicos, embora já seja aplicado em qualquer região. No caso dos fabricantes locais, seja fazendo cerveja ou projetando roupas, eles já levam tudo isso em consideração porque jogam em casa e sabem para quem seus produtos são direcionados. O que acontece com o Gerenciamento de Instalações é que a iniciativa de implementar modelos mais avançados vem da sede das empresas, que normalmente estão em Londres, Amsterdã ou capitais de países com um alto nível de maturidade em Gerenciamento de Instalações. Nestes casos, é comum encontrar propostas que não levam em consideração como as coisas são feitas no nível local, terminando com baixos níveis de aceitação e não alcançando os resultados esperados. O que vem de fora nem sempre é o melhor porque é difícil se concentrar no que é necessário em cada local ou em como as coisas são feitas em um determinado lugar.

“Feito aqui”

Quando algo é feito localmente, normalmente a primeira coisa a se pensar é para quem é destinado, seja cerveja, roupas ou um modelo de Gerenciamento de Instalações. O nível de conhecimento, a metodologia, a matéria-prima ou a experiência são coisas que serão adquiridas, mas já há algo ganho… “Eu sei para quem é”, e as lições aprendidas serão rapidamente aplicadas.

Quando projetamos um modelo de serviços, mais ou menos avançado, encontramos a preocupação do cliente em saber como as coisas são feitas em outros lugares ou o que precisa ser feito para ser como os outros… é quase obsessivo e algo que temos que gerenciar bem. “Que os outros façam de uma certa maneira não significa que seja o melhor para você” costuma ser nosso primeiro argumento, mas nem sempre convence. O pensamento de que o que vem de fora é melhor ainda existe. Conhecemos bem, pelo nosso trabalho, o que é feito internacionalmente, então temos motivos para dizer que o Gerenciamento de Instalações que fazemos como latinos não é nada ruim. Temos uma habilidade curiosa de combinar flexibilidade com orientação ao cliente. Para outros, é inimaginável que um contrato possa ter alguma folga, pois seria uma quebra, mas é necessário se você quiser que o relacionamento funcione. Um bom modelo de Gerenciamento de Instalações deve atender à demanda, sim, mas, acima de tudo, deve se adaptar às necessidades, e estas estão sempre mudando, e nós fazemos isso melhor do que ninguém.

Há excelentes fabricantes de cerveja e designers de moda que não nasceram no berço desses produtos e não têm nada a invejar aos demais. Aprendamos com isso, nós que usamos a língua de Cervantes no campo do Facility Management, pois o que fazemos, fazemos bem, embora seja verdade que ainda fazemos pouco.

compartilhe em suas redes sociais
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Deseja mais informações sobre o que fazemos em Consultoria, Formação e Investigação en Facility Management?

Hola, ¿cómo
podemos ayudarte?

Rellena el siguiente formulario y te enviaremos el reglamento interno y código ético:

Participar do Observatório FM

Pode escolher entre estas 3 opções para participar:
.





Preencha o seguinte formulário e lhe enviaremos o regulamento interno e o código de ética:

Como participar?

Colaborar com o Observatório FM é uma decisão pessoal e voluntária, e não há vínculo contratual ou compensação financeira por isso.

Qualquer interessado pode solicitar a participação como líder de um novo projeto, ou se candidatar como colaborador a um já existente.

Uma comissão técnica avaliará o objeto dos projetos propostos e as solicitações dos participantes, decidindo quais serão realizados e por quem.

Cada pessoa decide quanto quer dedicar, dependendo da disponibilidade ou do tipo de projeto. O objetivo é que seja uma atividade altruística e não uma carga de trabalho adicional.

Em que consiste?

Na promoção e publicação de estudos que ajudam os profissionais do setor e para que os restantes compreendam a nossa profissão e disciplina.

Os resultados e os relatórios são partilhados com o público, reconhecendo sempre as contribuições de todos os seus autores e colaboradores.

A atividade do Observatório pauta-se pelo respeito à objetividade, ética, rigor e boas práticas que regem a nossa área de Investigação.

Os participantes têm acesso às melhores ferramentas colaborativas, informação sectorial e contactos, bem como ao apoio por parte de consultores especializados e investigadores de nível internacional.

 

Investigação

Observatorio FM

É uma plataforma que potencia o desenvolvimento e a difusão de conteúdo ligado ao Facility Management, aberta a todos os que desejem participar com o objetivo de partilhar pela comunidade. Nesse sentido, os pontos chave são uma participação ética, objetiva e desvinculada de outros interesses. Adicionalmente, cada participante define quanto tempo pode dedicar.

Pode participar como:

  • Líder: define u tema e coordena a atividade
  • Colaborador: participa no desenvolvimento dos conteúdos

Em troca, proporcionamos:

  • O estado da arte e as tendências relacionadas com cada tema
  • Acesso a especialistas
  • Ferramentas de colaboração
  • Design e uma plataforma de difusão para os conteúdos que sejam criados

A sua colaboração será sempre mencionada nos créditos dos trabalhos realizados em que tenha aportado a sua contribuição.

Investigação

Projetos

Fazemos parte do grupo de pesquisa europeu e trabalhamos em equipas internacionais para o desenvolvimento de diferentes tipos de iniciativas:

  • Financiamento público
  • Competições internacionais

Também trabalhamos para prestadores de serviços, que desejam suporte em decisões relacionadas a:

  • Posicionamento
  • Lançamento de produtos
  • Procura de sócios
Investigação

Normalização

Como especialistas credenciados nos processos de redação das normas europeias e internacionais de Asset e Facility Manangement, somos o parceiro perfeito para o ajudar com:

  • Alinhamento com os regulamentos
  • Assistência na certificação
  • Formação especializada

A FMHOUSE é a única empresa de consultoria de língua espanhola que participa destes processos

Investigação

Divulgação

Na FMHOUSE, pensamos que a evolução que está em Facility Management deve ser partilhado. É por isso que dedicamos um esforço para produzir e publicar os seguintes tipos de conteúdo abertamente:

  • Tendências nacionais e internacionais
  • Análises setoriais
  • Estudos de mercado

O Observatório FM” está aberto caso queira colaborar em qualquer publicação.

Consultoria

Ambiente de Trabalho

A visão dos espaços ou local de trabalho na perspectiva do Facility Management serve para entender essa necessidade como serviço, pois é necessário aplicar a mesma lógica e metodologia.

Em geral, oferecem:

  • Avaliação e otimização
  • Estratégias de design
  • Soluções e cenários
  • Bem-estar e produtividade

Aplicamos a nossa experiência em escritórios, mas também em espaços educacionais, centros comerciais e no ambiente industrial.

Consultoria

Benchmarking

Para tomar as melhores decisões, deve trabalhar com dados claros e precisos, tanto do mercado quanto da própria organização. Isso no ambiente do Facility Management é ainda mais crítico devido ao impacto que causa nos negócios.

Exemplos de tipos comparativos:

  • Custos de operação
  • Uso/alocação de recursos
  • Auditoria e avaliação de conformidade

Esses serviços são solicitados principalmente pelos usuários finais, mas também pelos fornecedores de serviços.

Consultoria

Experiência de Cliente

Tudo o que é feito em Facility Management visa satisfazer algum tipo de cliente, interno ou externo. Compreender o que eles sentem e precisam é a chave para poder oferecer um bom serviço a eles.

O nosso suporte é baseado em:

  • Avaliação de satisfação
  • Percepção do cliente
  • Modelos centrados nas pessoas
  • Gestão de mudança

Trabalhamos para entender e conhecer os clientes dos nossos clientes, de qualquer setor e tipo de negócio.

Consultoria

Transformação Digital

O mundo do Facility Management está a passar por uma profunda transição para ambientes digitais. Ajudamos os nossos clientes a entender o que isso significa e acompanhamo-los na mudança.

As nossas áreas de suporte são:

  • Digitalização de processos
  • Viabilidade e integração
  • Cultura digital
  • Resposta tecnológica

Atuamos como consultores independentes e não como vendedores de marca.

Aconselhamos os clientes finais e também os prestadores de serviços.

Olá, como
podemos ajudá-lo?

Consultoria

Design de Serviço

Qualquer tipo de empresa precisa definir ou melhorar a maneira como estrutura as atividades de suporte fornecidas pela Facility Management.

Os nossos principais produtos são:

  • Diagnóstico de estado
  • Dimensionamento de serviços
  • Grupos e modelos
  • Suporte em licitações
  • Assistência na implantação

A proposta está estruturada para medir de acordo com necessidades específicas.

Ajudamos os clientes finais e também os prestadores de serviços.

No FMHOUSE, são utilizados cookies propostos e alterados para melhorar os serviços mais recentes. Se você continuar navegando, considere que aceita novos recursos términos de uso y nuestra política de privacidade e de cookies